" Tudo o que vai volta, mas nem tudo o que volta encontra o que deixou."
Somos o oposto. Eu quente, tu frio. Eu chocolate, tu baunilha. Eu chá, tu água. Eu digo sim, tu dizes não. Eu quero sair, tu queres ficar. Tanta contradição, tanta discussão, e no fim o que sobra? Lágrimas, berros e dor. Mas, ah, talvez no fundo exista algo em comum - eu quero o teu bem, tu queres o meu. Eu procuro o teu abraço à noite e tu procuras o meu corpo para envolver. Nem que existisse apenas um sinal que nos ligasse, que nos fizessem ter algo em comum, eu lutava com todas as minhas forças para manter o que quer que isto seja.
Eu e tu. O paradoxo entre o não conseguir estar sem um outro nem em conjunto. Adoro. Não nos trocaria nem pelo mundo. 


1 comentário:

Rosinha disse...

O amor é a força que vos move. Guarda-o e sobretudo luta por ele. Sê feliz. Sê o que és mas feliz.